Marketplace

Greve dos Caminhoneiros: os impactos nos Marketplaces

A greve dos caminhoneiros impactou todos os setores do país, com o e-commerce não foi diferente. Queda brusca nas vendas das lojas virtuais e muitos atrasos nas entregas foram os resultados da manifestação pelas estradas. Mas, quem vende via Marketplaces também sofre.

E é bom ficar atentos, pois, além de ter a reputação prejudicada junto aos consumidores os lojistas que vendem por marketplaces podem ter sérios problemas com os administradores do negócio devido as regras e padrões de qualidade.

E neste momento de crise, colocar em prática algumas estratégias pontuais é fundamental para o seu negócio. Além disso, o pós-venda deve ser prioridade junto aos consumidores.

Em todo o país, deixaram de ser entregues 38% das encomendas e 36% das correspondências previstas para esta quinta-feira (24). Afirmou os Correios.

 

Greve dos Caminhoneiros e a Qualidade nos Marketplaces

 

A maioria dos players que fazem a gestão dos sellers (Lojistas que vendem nos Marketplaces) tem padrões de qualidades rigorosos, e atraso na entrega é um dos grandes vilões da maioria dos vendedores. Em alguns casos a loja pode até ser desligada e não vender mais naquele Marketplace.

Por isso, é importante que para quem vende via Marketplaces o pós-venda nesse momento de crise seja intensificado. Atender os clientes e realizar contatos ativos a fim de informá-los sobre previsões de entrega e motivos das demoras é primordial.

Lembre-se de informar sempre um prazo real, e no caso de vendas realizadas nesse período de paralisações. Deixe claro que os prazos serão mais longos. Desta forma, você antecipa o consumidor de que a encomenda dele irá levar um prazo maior para ser entrega e evita frustrações e/ou reclamações posteriores.

Tudo isso é importante para que sua pontuação nos Marketplaces não seja afetada com a greve dos caminhoneiros. Busque minimizar os efeitos das paralisações e mantenha sempre a qualidade da sua operação.

 

A reputação da sua loja nos Marketplaces pode cair com a Greve dos Caminhoneiros?

 

Sim. Caso a sua loja tenha entregas em trânsito e com o prazo de entrega atrasado você precisa informar o seu cliente e explicar todos os motivos deste atraso. Além de realizar um trabalho de acompanhamento para que o consumidor não tenha o sentimento de frustração com a sua loja.

Esteja em contato com seus clientes nesse momento. Se faça presente. Procure outras formas de entrega ao menos para a região em que você pode atender e divulgue este atendimento, deixando claro quais regiões podem receber suas encomendas em um prazo razoável.

Deixa visível em suas ofertas qual será o prazo real de entrega dos produtos durante as paralisações que afetam o país. Informe sempre seu cliente sobre tudo e seja realista com seus prazos de entrega. Desta forma, a fidelização do cliente é garantida.

Quer saber mais sobre como vender nos marketplaces com lucratividade? Clique aqui e saiba mais detalhes. 

 
Tags
Exibir mais

Felipe

Jornalista, apaixonado por conteúdo digital,e-commerce, samba e os amigos de verdade. Aspirante a criador de trocadilho com taxa de acerto em 2%. Atuando no mercado digital desde 2011, com passagens por B2W, Portal Terra, Beleza Store Cosméticos e atualmente integrante da equipe de catálogo de produtos para Marketplace do maior varejo online do país,Via Varejo.

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *